29 de outubro de 2019

Como reduzir custos gerados pelo excesso de giro do motor

Um dos itens de economia que todo gestor de frota monitora é o uso adequado do giro do motor.

Por que é importante excesso de giro do motor

Este é um dos principais fatores de consumo de combustível e redução da autonomia dos veículos da frota, que é um dos principais custos de frota.

Quando falamos de operações urbanas com veículos de médio a grande porte, isso é ainda mais sério.

Excesso de RPM aumenta o consumo

Sendo o motoristas um operador de máquina, o conta giros é seu principal indicador de trabalho, guiando quanto as trocas de marchas nos diferentes tipos de relevo.

Quando o uso do giro do motor é excessivo, saindo da faixa verde, o equipamento está usando mais combustível do que poderia, elevando seus custos e reduzindo a autonomia média da frota.

Como fazer para reduzir custos de frota pelo controle do RPM

A chave do sucesso é manter o giro na faixa verde do conta giros, em especial no ponto extra econômico o maior tempo possível.

Essa consciência do condutor é um gerador de economia e segurança de toda viagem.

1. Tenha telemetria do RPM Giro do motor

Se você não sabe como está o RPM dos seus veículos, como vai saber se estão conduzindo da forma adequada ou não?.

Adote soluções de rastreamento e telemetria capazes de ler esse parâmetro.

As melhores empresas vão conseguir isso, mesmo em uma frota com idade média bem variada, pois fazem a leitura tanto de forma analógica em veículos mais antigos, como pelo barramento CAN ou OBD dos veículos mais novos, como os zero km.

2. Controle a média dos seus veículos

Uma média de autonomia ruim é um dos principais sintomas que sua frota pode estar sendo conduzida com giro do motor fora dos parâmetros ideias.

Ter um controle de autonomia vai ajudar você identificar isso de forma mais rápida e precisa, evitando que os custos se acumulem.

3. Identifique condutores dos veículos

O rastreamento e telemetria é apenas o diagnóstico, a geração de dados para você trabalhar.

Você deve também ter controle e saber identificar qual dos seus motoristas está conduzindo em regime de RPM fora dos ideais.

Você deve saber com precisão quem, quando e qual veículo, cada um dos seus motoristas conduziu.

4. Invista em treinamento dos seus motoristas

No final das contas é o operador do equipamento que pode gerar os custos ou economias de combustível, para a sua empresa.

Pense no valor médio dos seus veículos multiplicado pelo tamanho de frota.

Geralmente vários milhões de reais.

Agora pense no percentual da receita total que esses equipamentos trazem para a sua empresa.

Com certeza chega muito próximo do 100%

Agora pense nos custos da sua empresa, quanto dele é gerado pelos custos de frota, como combustível, manutenções e etc?

Sempre são um dos maiores.

Depois de tudo isso você ainda acha que não vale a pena investir em tecnologia e treinamento?


5. Busque a banda inferior da faixa verde

A faixa de giro de rpm onde começa a faixa verde é o ponto de maior economia.

Quanto mais tempo o caminhão operar nesse patamar, mais econômica será a viagem, podendo gerar economias de 3% a 5% em média.


6. Verifique especificação do veículo é adequado para o tipo de operação

Muitas vezes é exigido do veículo uma velocidade com a qual ele não consegue operar sem sair do ponto ótimo do giro do motor por que o diferencial é muito curto.

Verifique na sua frota atual e também sempre que for fazer aquisições se a mecânica do equipamento é compatível com o que vai ser exigido dele operacionalmente.